Skip
A carregar Destaques

Sala de consulta da Divisão de Arquivo: As maquinações do 22 de junho de 1828: um golpe de estado em Angra

Na História política, as grandes reviravoltas são feitas, muitas vezes, através de golpes de estado.

E o que é, afinal, um golpe de estado? Em termos latos, podemos defini-lo como a deposição, por meios mais ou menos violentos, de um regime legalmente constituído, com o fim da instauração de um novo regime. Os moldes em que isto acontece podem corresponder a mil e uma realidades. Mas este facto é constante: antes do seu sucesso, um golpe de estado é ilegal e é uma traição; se bem-sucedido, torna-se celebrado pelo regime vitorioso.

Por isso, um golpe de estado tem que ser feito às escuras, com o máximo sigilo. E, por essa razão, muitos dos seus detalhes permanecem desconhecidos da História. Mas ficam vestígios do que aconteceu, e do que não se sabe. Por vezes, fica mais o mistério do que a certeza.

A 22 de junho de 1828, na escuridão da noite de Angra, o batalhão de caçadores n.º 5 marchou sobre o Palácio do Capitão General para derrubar o governo absolutista e instaurar um regime constitucional. Desta forma, o caminho ficou traçado para que o novo regime se pudesse vir a instaurar em Portugal inteiro. Isto é o que nos conta a História. Para conhecer um pouco das maquinações em redor deste golpe, venha visitar o Documento do Mês de Junho de 2024, em exposição na sala de consulta do nosso Arquivo.

Detalhes

Início:
3 Junho
Fim:
30 Junho
Categorias de Evento:
,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*